quarta-feira, 25 de junho de 2014

Eloy - Silent Cries And Mighty Echoes [1979] [REMASTERED WITH BONUS TRACKS] - Germany / Alemanha


"Silent Cries And Mighty Echoes" é outro grande álbum realizado pelo Eloy e que acabou se tornando seu maior recorde de vendas e consequentemente seu maior sucesso comercial. Detleve Schmidtchhen e Jurgen Rosenthal, mesmo realizando um trabalho excepcional aqui em seguida, deixam o grupo para seguir carreira solo e foram substituídos por Hannes Folberth e Jim McGillveray, respectivamente. também foi acrescentado o guitarrista Hannes Arkona. Mas isso é assunto para uma outra resenha.

Esse álbum começa maravilhosamente com uma música ambiente em ritmo relativamente lento,"Astral Entrance" (03:03), que representa uma parte da primeira faixa de abertura. Esta parte abertura faz lembrar imediatamente a parte introdutória de "Shine on You Crazy Diamond" do álbum "Wish You Were Here". O estilo de guitarra utilizado é impressionantemente similar ao usado por Gilmour aumentando ainda mais a referência ao disco do PINK FLOYD. A segunda parte intitulada "Master Of Sensation"(6:00), com excelentes letras: "Está aqui - Está perto / Está ao nosso lado / É você - Sou Eu / É a nossa luz guia é real - tão irreal / É o sinal mágico".. que grande música! Uma música maravilhosa. É como imaginar uma outra versão de "Shine On You Crazy Diamond", mas desta vez com ritmo alegre único para a música de Eloy. Tudo na canção é de excelente gosto, o estilo vocal, bem como impressionante trabalho de teclado no clima espacial. Isso não é tudo! As linhas de baixo são realmente grandes. É uma trilha perfeita, pura emoção!

"The Apocalypse" (14:54) - É realmente uma experiência transcedental. O fluxo da música nesta segunda faixa também é ótimo, é composta por três partes: "Silent Cries Divid The Night", "The Vision Burning" e "Force Majeure", em que o interlúdio musical inclui teclado, bem como uma guitarra visceral e ao mesmo tempo etérea. A parte final está repleta de notas "emocionais" e delicados com resultados de trabalhos combinados com baixo, sustentado por longos fluxos de sintetizador mais a guitarra. Wow! GRANDE !!! FABULOSO !!!


A próxima faixa "Pilot To Paradise" (7:01), demonstra ainda mais a dominação do baixo como secção rítmica principal acrescida de teclado e bateria. A transição para as linhas vocais acontecem de modo superbo: "NÓS contemos uma luz - é um FOGO e brilhante, Nós estamos de posse da CHAVE DOURADA! Enorme ignorância rodeia o mentiroso, mas o nosso espírito poderia realmente dizer NOSSO PRODIGIO". É uma grande arte de abertura. À medida que a música flui há grande clima espacial criado através do baixo, bem como o trabalho de teclados e sintetizadores. No meio da faixa há um solo de órgão/teclado extremamente sensível seguido por um último verso: "E eu sei que há alguém para segurar firme nossa dificuldade! O homem está condenado a lutar, só o amor e a verdade nos trará a LUZ! PILOTO AO PARAÍSO - abra nossos olhos! PILOTO AO PARAÍSO - faça-nos sábios"! seguido com parte final que apresenta impressionante trabalho de guitarra. É uma grande faixa !!!!!

"De Labore Solis" (5:12) começa suave com o um trabalho estupendo de teclado, seguido de ótimas linhas de baixo, é uma boa pausa depois de tudo que aconteceu antes.

"Mighty Echoes" (07:16) conclui o álbum maravilhosamente com uma alegre e jovial parte de abertura. Os movimentos da trilha vem crescendo com o trabalho de bateria e teclado resultando em sons deslumbrantes. "Conhecemos as leis da natureza? Tudo em que sentimos ou não, os ecos retornam do INFINITO! viremos a conhecer o nosso Criador! Nós não podemos parar os ecos". É um final de álbum admirável que tem mensagem significativa no final do mesmo. No geral, esta é uma obra-prima em qualquer coleção de música Prog surgida na era de ouro (década de setenta). A composição é excelentemente elaborada, a música flui maravilhosamente, sem qualquer  sensação de ficar entediado com os solos de teclado e guitarra! Nota 10!

Este CD remasterizado tem duas faixas bônus. "Child Migration" com uma ótima performance do baterista Jürgen Rosenthal e que é uma versão inicial de uma trilha que foi parar no álbum seguinte:"Colours". A versão aqui parece ser uma "demo version", e é um pouco mais curta que a gravação finalizada; inclui alguns coros harmônicos pouco frequentes! "Let the sun rise in my brain" com ótimos sintetizadores e cósmicas nuances Space-Rock, com ótimos solos de flauta. Esta nunca foi lançada oficialmente.


Tracks:
1. Astral Entrance (3:03)
2. Master Of Sensation (6:00)
3. The Apocalypse (14:54)
 a) Silent Cries Divide The Night
 b) The Vision Burning
 c) Force Majeure
4. Pilot To Paradise (7:01)
5. De Labore Solis (5:12)
6. Mighty Echoes (7:16)
Bonus tracks:
7. Child Migration (4:05)
8. Let the Sun Rise in my Brain (3:29)
  Total Time: 51:00

Musicians:
- Frank Bornemann / guitars, vocals
- Klaus-Peter Matziol / bass, pedals, chorus
- Jürgen Rosenthal / drums, percussion
- Detlev Schmidtchen / keyboards, chorus
- Brigitte Witt / vocals (2b)

Format: mp3 (320 kbps) = 127 mb = Mega
Format: flac (image + cue) = 335 mb = Mega

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Comente e Participe

Pesquisar este blog

WORLD