Mostrando postagens com marcador gracious. Mostrar todas as postagens
Mostrando postagens com marcador gracious. Mostrar todas as postagens

quinta-feira, 19 de fevereiro de 2015

Gracious - Gracious ! [1970] [REMASTERED WITH BONUS TRACKS] - United Kingdom / Reino Unido



Outra banda muito boa atuante nos primórdios do movimento de Rock Progressivo britânico (como FANTASY, RARE BIRD e CRESSIDA). Depois de várias mudanças de pessoal o line-up final contava com Alan Cowderoy (guitarra), Paul Davis (vocais e guitarra de 12 cordas), Martin Kitcat (teclados), Robert Lipson (bateria) e Tim Wheatley (baixo). Um concerto duplo junto com KING CRIMSON acabou por ser fundamental para a direção musical da banda: Martin Kitcat ficou tão impressionado com os mellotrons do KC que desejava incorporar o mellotron no som do GRACIOUS

O primeiro álbum "Gracious !" foi um dos (muitos) bons álbuns que disputaram uma notoriedade em 1970 em meio a uma série de muitas outras bandas excelentes. É um excelente exemplo de Proto-Prog - excelente qualidade de som, aventureiro, embora certas influências de grandes bandas abundem.

Originalmente lançado no ainda novo rótulo Vertigo, o disco também é conhecido como "ponto de exclamação" por colecionadores. É um álbum interessante, especialmente se você é amante de teclados, eles abundam por aqui - cravo, piano, mellotron, órgão - embora não excedentes ou exagerados, e uma coleção de músicas muito boas.

As primeiras faixas, "Introduction" (música muito cativante), "Heaven" e "Hell" formam uma espécie de suíte e contem o uso inteligente dos instrumentos acima referidos. "introduction" chega a lembrar alguma coisa de VAN DER GRAAF GENERATOR, principalmente pelo intenso vocal de Paul Davis, sem dúvida um belo início. As faixas seguintes apresentam grandes melodias e proporcionam uma grande audição, as comparações com THE MOODY BLUES em "Heaven" são válidas, os arranjos vocais são muito semelhantes. A canção é essencialmente instrumental e constrói um final quase clássico. "Hell", como seria de supor, começa com um teclado grave proporcionando um clima Dark diferente das anteriores, muito dramática, como seria de esperar de uma canção tratando do tema inferno. A peça termina com um estilo de sala de bar com um megafone-vocal, todos tendo um bom tempo no inferno, a dançar o "Can Can" !!. As comparações com KING CRIMSON também são evidentes nesta canção.

"Fugue in D Minor" é um instrumental, previsivelmente uma peça clássica no cravo, muito bonita, na verdade.

A última faixa do álbum, "The Dream" (com cerca de 17 minutos) possui na introdução um trecho de "Moonlight" sonata para piano de Beethoven, que deriva em um coro vocal sonhador oferecendo-lhe "Boa noite", a música segue com momentos Jazzy ou Bluesy com uma jam que inclui guitarras e teclados e até mesmo um trecho de "Hey Jude" - insolente! 

Em geral um excelente álbum para qualquer coleção Prog. 

A banda viria a lançar um segundo disco em 1971, mas como não obteve sucesso acabou por encerrar as atividades.





Tracks:
1. Introduction (5:53)
2. Heaven (8:09)
3. Hell (8:33)
4. Fugue in 'D' Minor (5:05)
5. The Dream (16:58)
Bonus tracks:
6. Beautiful
7. What A Lovely Rain
8. Once On A Windy Day
Time: 54:29

Musicians:
- Alan Cowderoy / guitar, vocals
- Martin Kitcat / piano, Harpsichord, keyboards, piano (electric), vocals, Mellotron
- Robert Lipson / drums
- Tim Wheatley / bass
- Paul Davis / vocals, acoustic guitar

Format: flac (tracks) =  359 mb = Yandex
Format: mp3 (320 kbps) = 129 mb = Yandex

Gracious - Gracious ! [1970] [REMASTERED WITH BONUS TRACKS] - United Kingdom / Reino Unido

Pesquisar este blog

WORLD