Mostrando postagens com marcador khan. Mostrar todas as postagens
Mostrando postagens com marcador khan. Mostrar todas as postagens

quinta-feira, 5 de junho de 2014

Khan - Space Shanty [1972] [REMASTERED WITH BONUS TRACKS] - United Kingdom / Reino Unido


"Space Shanty", é o único álbum da banda inglesa Khan, que apresenta o guitarrista Steve Hillage e o tecladista Dave Stewart. Eles são da região de  Canterbury.  Seus membros fariam parte de bandas consagradas como Egg, Gong, Hatfield & The North e National Health


Este álbum é um registro refrescante e consistente carregado com vibes de sonho psicodélico, inclinações de jazz espasmódicas e esplendor sinfônico. Este álbum é excelente todo e mostra o lado mais sinfônico da cena de Canterbury, ao contrário da maioria das bandas de Canterbury da época, que tocavam jazz-rock e fusion.

Uma grande pena que eles acabaram praticamente após o lançamento desse álbum, mas fica aí mais uma obra de arte progressiva para a posterioridade. 


A primeira faixa "Space Shanty" abre com uma cacofonia, a canção leva rapidamente a uma abordagem que lembra em alguns momentos Led Zeppelin se aproximando do simples rock and roll, com vocais fortes seguido por um riff pesado. No entanto, a guitarra e trocas de órgãos sobre o baixo mais a percussão envolvida é o destaque desta peça. Steve Hillage e Dave Stewart são monstros, assim como são os seus companheiros, que oferecem ritmos criativos debaixo do caos psicodélico. Eventualmente Hillage irrompe com um solo de guitarra de "flamejante" por sobre um contexto otimista jazzificado. Mais a frente, Stewart "lança" um órgão "alegre' antes que o tema principal retorne. Este é um começo empolgante para um grande álbum.

"Strandes" tem um violão lindo emparelhado com um sintetizador distante. É uma melodia muito linda. Possui uma estrutura de composição muito próxima aos primeiros trabalhos do Camel (liderada pelo órgão). Nessa canção há um riff de rock pesado que abruptamente para e deixa introduzir um tema de  órgão. As guitarras acústicas e difusas que alternam entre os canais esquerdo e direito funcionam bem sobre o ritmo que fazem lembrar de "The Pinnacle" do Kansas ou "Lizard" do KING CRIMSON. O final é um tanto místico, se aproximando já da próxima faixa.


"Mixed Up Man of the Mountains" Começa bem lenta com uma guitarra leve e órgão, um vocal harmonioso logo cede a um riff bem balançado. Mais uma vez nos remete ao grande CAMEL, com vocalizações, guitarras, teclados, excelente baixo, bateria bem destacada e muita criatividade rítmica. De certa forma, assemelha-se a algumas passagens de GENTLE GIANT em "Acquring The Taste", ao longo de um ritmo relativamente simplista, Hillage fornece um solo de guitarra muito atraente.

"Driving to Amsterdam" é vem jazzifica, mas ainda bem acessível, esta faixa abre com riffs de guitarra bem corridos e órgãos de apoio. A canção possui uma excelente melodia vocal que alterna entre o devaneio e a determinação. Existem várias passagens musicais complexas entrelaçados.

"Stargazers" A quinta música é bastante dramática e um pouco pop. A guitarra de Hillage está em todo o lugar. O aolo de órgão de Stewart é tão afinado que quase uma guitarra elétrica.

"Hollow Stone" possui órgão e guitarra "misteriosos". O desempenho vocal é sensacional e se movimenta bem. O baixo logo a baixo do solo de órgão é notável. O final do álbum fica "fora de controle" num espiral de paixão psicodélica bem espirituosa.

Release / Label:
Universal International ‎– UICY-93833 - Japan, 2008

Tracks:
1. Space Shanty (8:59) 
2. Stranded (6:35) 
3. Mixed Up Man Of The Mountains (7:14) 
4. Driving To Amsterdam (9:22) 
5. Stargazers (5:32) 
6. Hollow Stone (8:16)
Bonus tracks:
7. Break The Chains (3:31)
8. Mixed Up Man Of The Mountains (First version) (4:28)
Total Time: 53:38

Musicians:
- Nick Greenwood / bass, vocals
- Steve Hillage / guitars, vocals
- Eric Peachy / drums
- Dave Stewart / organ, piano, skyceleste, marimbas

Format: mp3 (320 kbps) = 127 mb = Mega

Pesquisar este blog

WORLD