Mostrando postagens com marcador machiavel. Mostrar todas as postagens
Mostrando postagens com marcador machiavel. Mostrar todas as postagens

terça-feira, 28 de julho de 2015

Machiavel - Jester [1977] - Belgium / Bélgica



Maquiavel foi aparentemente uma das bandas de Rock Progressivo mais conhecidas e mais bem sucedidas de sempre da Bélgica. A partir de 1976-1978, eles lançaram três álbuns de Rock Progressivo, "Maquiavel" (1976), "Jester" (1977), e "Mechanical Moonbeams" (1978). A maior parte de sua reputação reside nos dois últimos álbuns mencionados. Começando em "Urban Games" (1979) tomaram uma direção mais mainstream (não muito diferente do Genesis), e que realmente teve um sucesso com "Fly" do álbum New Lines (1980), mas para o fã de Rock Progressivo (para o meu entendimento), é bastante seguro evitar o material após "Mechanical Moonbeams".

"Jester" é considerado seu primeiro grande álbum, e, aparentemente, a banda se beneficiou muito com a adição do vocalista Mario Guccio, que também tocava flauta, sax, e clarinete. O tecladista Albert Letecheur realmente rouba o show aqui com lotes de piano elétrico, sintetizadores de cordas, Minimoog, Mellotron e piano.

A banda fica constantemente em comparação com Genesis e Supertramp, sendo que essa última deve-se principalmente ao trabalho de piano elétrico de Albert Letecheur, que é muito no mesmo estilo como o que Rick Davies fez com "Dreamer" e "The Logical Song". 

"Wisdom" começa com alguns sons de sintetizadores pulsantes, em seguida, o synths de cordas e guitarra entram. Alguns vocais bastante dramáticos. É uma grande peça e uma ótima maneira de abrir o álbum. 

"Sparkling Jaw" começa com alguns sintetizadores, de uma forma bastante lenta, mas, em seguida, a influência de Supertramp (piano elétrico) fica clara. 

"Moments" é uma balada estilo Prog Rock acústica muito boa, isso me lembra mais do Genesis durante seus momentos mais acústicos. O Mellotron eleva é cabeça pela primeira vez sobre este álbum aqui, e o Mellotron seria ouvido durante o resto do álbum. 

"In the Reign of Queen Pollution" tem letras que não precisam exatamente um cientista para entender: fala de poluição e de mutação genética graças ao consequência da poluição (incluindo a forma depois de mil anos crianças nasceram com o rosto em forma de uma máscara de gás). A canção apropriadamente começa em uma questão bastante dark e sinistra com os sintetizadores de cordas dominando. Mas a música começa a pegar, Letecheur dá um belo solo de Moog, em seguida, a música fica otimista, por alguma estranha razão, mas a música é bastante cativante. 

A faixa-título tem mais influência de Supertramp, mas, em seguida, no final synths agradáveis ​​terminam esta peça. 

"Mr. Street Fair" é uma peça spacy agradável dominada por sintetizadores de cordas, com uma atmosfera de circo. 

"Rock, Sea and Tree" é a peça final que tem mais grandes passagens criativas. O que eu admiro no Machiavel é que eles também não se esquecem de criar grandes canções, e torná-las interessantes, incluindo grandes passagens criativas. Provavelmente é de admirar por isso que eles fizeram sucesso em sua terra natal.

Não há dúvida sobre isso, "Jester" é um grande álbum para começar a conhecer Machiavel, E se você estava desligado sobre eles graças a uma versão posterior, tal como "New Lines", você vai ficar feliz em saber que "Jester" é muito melhor. Altamente recomendado!



Tracks:
01. Wisdom (6:02)
02. Sparkling Jaw (7:07)
03. Moments (3:20)
04. In the Reign of Great Pollution (6:55)
05. The Jester (5:28)
06. Mr. Street Fair (7:57)
07. Rock, Sea and Tree (9:22)
Bonus tracks:
08. The Birds Are Gone (1:51)
09. I'm Nowhere (2:24)
Time: 50:23

Musicians:
- Albert Letecheur / grand piano, electric piano, honky tonk piano, harpsichord, string ensemble, Mellotron, synthesizers, tubular bells, glockenspiel
- Roland De Greef / bass, cellobas, 6 & 12 strings acoustic guitar, carillon, bells, whistle, comb, tape effects, vocals
- Marc Ysaye / drums, vocals, tamborine, maracas, gong, wood blocks, glass blocks, broken glass, bells tree, sleigh bells, flextone, nutcracker
- Mario Guccio / vocals, flute, sax, clarinet
- Jean-Paul Devaux / electric guitar, 6 & 12 strings acoustic guitar, vocals

Format: ape (image) = 312 mb
Format: mp3 (320 kbps) = 133 mb

Pesquisar este blog

WORLD