Mostrando postagens com marcador mia. Mostrar todas as postagens
Mostrando postagens com marcador mia. Mostrar todas as postagens

sábado, 26 de abril de 2014

MIA - Cornonstipicum [1978] [REMASTERED WITH BONUS TRACKS] - Argentina


O MIA((Músicos Independientes Asociados) é um grupo de instrumentistas argentinos baseado nos irmãos Lito e Lilina Vitalle mais outros músicos reunidos com o auxílio dos pais dos irmãos. É um grupo de progressivo sinfônico do final dos anos 70 e produziu basicamente álbuns instrumentais. Lançou três álbuns de estúdio e um ao vivo. Este, Cornonstipicum, é o terceiro e mais aclamado disco da banda.

A música da banda basicamente gira mais em volta dos teclados de Lito, mas todos os intrumentos contribuem para a formação de melodias inesquecíveis: guitarras com timbres muito bonitos, bateria simples, mas eficiente, flautas e um pouco mais. O grande destaque fica pela suíte de mesmo nome do disco, 17 minutos de uma viagem, com momentos sinfônicos, muitas quebras e com direito a algumas passagens mais avant.

"La coronación del farre", a primeira música do disco da o tom para o restante do álbum, uma música muito bonita, começa lenta e vai crescendo até uma explosão com flautas, num clímax que se perpetua até o final. Muito bom!

"Imagen III", a segunda faixa tem um clima mais oriental e intimista.

"Crifana Y Tamílstenes", por ser mais longa, dá mais chance para a banda liberar seu potencial. Uma música mais energética, e pela primeira vez no álbum há a incursão do coral, dando uma nova dimensão ao conjunto.

As duas próximas músicas funcionam como ponte para a suíte do disco. "Las persianas" é uma música que se centra nos vocais meio esquisitos, e apesar de curta, não deixa de marcar presença. 

"Piedras de Color" é basicamente um solo de Piano.

Então chegamos ao grande momento do disco, a suíte "Cornonstipicum". Ela já começa, diferente do que geralmente ocorre com músicas compridas, num ritmo frenético, com uma bateria mais presente e depois passa para uma passagem de violão. A música inteira é uma grande viagem, e tem tal fluidez que você nem percebe o tempo se passando. A guitarra faz um trabalho muito bonito em algumas passagem. Mais pros últimos minutos, ocorre uma quebrada e se instaura um ritmo mais avant, com passagens mais quebradas e um vocal menos encantador. No final, a música termina como começa, num ritmo bastante agitado. 

Já as músicas bônus vem do álbum ao vivo "Conciertos", são basicamentes músicas em violão, mas muito bonitas. Se por um lado a sonoridade desvia um pouco da proposta do disco, por outro mantém-se a beleza das composições. Destaque para a primeira bônus. A última faixa já é uma música com o grupo, lembra um pouco música mais regional, me lembra mais uma vez algo pro lado mais avant.

Em suma, Cornonstipicum é um disco para quem gosta de progressivo sinfônico, belas melodias e uma música bem executada.

Release / Label:
Belle Antique ‎– BELLE 9478 - Japan, 199

Tracklist: 
1. La coronación del farre - 4:20 
2. Imagen III - 4:53 
3. Crifana Y Tamílstenes - 7:43 
4. Las persianas no - 0:45 
5. Piedras de color - 2:02 
6. Cornonstipicum - 17:34 
Bonus Tracks:
7. Melusina - 7:24 * 
8. Joe pirata - 2:56 * 
9. Iridio puro - 1:48 * 
10. La caja del viento - 4:35 * 
11. Los gatos de Zully - 5:37 * 
* Bonus tracks extraídos del album "Conciertos", grabado en vivo en el teatro Santa Marta en 1978 
Total Time: 59:37

Line-up:
- Lito Vitale / Piano, organ, synthesizer, mellotron, accordion, clavinet, celeste, percussion, vocals 
- Liliana Vitale / Drums, bass, celeste, recorder, contralto recorder, percussion, vocals 
- Daniel Curto / Electirc & acoustic guitar, bass, flute, contrabass, organ, mellotron, percussion 
- Alberto Muñoz / Electric & acoustic guitar, bass, vocals 
- Nono Belvis / Bass, electric guitar, percussion 
- Emilio Rivoira / Tenor sax, chorus 
- Kike Sanzol / Drums 

Format: Flac (image + cue) = 354 Mb = Mega
Format: mp3 (320 kpbs) = 153 mb = Mega / pass = progfriends

Pesquisar este blog

WORLD