Mostrando postagens com marcador trilogy. Mostrar todas as postagens
Mostrando postagens com marcador trilogy. Mostrar todas as postagens

sábado, 28 de junho de 2014

Trilogy - Here it is [1979/1980] [REMASTERED WITH BONUS TRACK] - Germany / Alemanha


TRILOGY foi um quinteto alemão que lançou um único álbum. Para falar sobre este grupo, faz-se necessário falar sobre TRIUMVIRAT, outra e mais conhecida banda alemã. O estilo musical é exatamente o mesmo, exceto por um detalhe: o álbum "Trilogy" é inteiramente instrumental. Além de TRIUMVIRAT, ELP também é uma forte influência, podemos facilmente perceber que a música "Here It Is" lembra muito o trio popular britânico. No entanto, não podemos esquecer que no ano de 1979, o ELP e TRIUMVIRAT eram grupos decadentes, fazendo trabalhos muito pobres e comerciais. Não é o caso de TRILOGY. "Here It Is" recupera a melhor tradição do som verdadeiramente progressivo dessas bandas e, apesar da falta de originalidade e estar embarcando numa onda mais oitentista compensa pelo verdadeiro bom esforço e não perde  as características progressivas de Rock sinfônico e clássico.

O álbum foi gravado no início de 1979, mas a banda não teve sorte em lançar o álbum antes de um ano (eles até tentaram fazê-lo através de Klaus Schulze, presumivelmente através de sua então recém-criada gravadora Communications, mas sem sucesso). Então, ele foi lançado em um pequeno selo chamado Caim, em 1980, e como poderia se esperar, sem nenhuma repercussão, uma vez que ninguém estava interessado em Prog mais (esta foi uma época em que o punk e o disco estava em declínio e  a new wave estava entrando no cenário musical).

A banda consistia de dois tecladistas (Guido Harding, Jochen Kirsten), o baixista Ludgor Samson, guitarrista Detlef Deeken e o baterista Martin Bruer. Os dois tecladistas tocam Mini Moog, órgão Hammond, clavinet, Farfisa piano elétrico e sintetizadores.

A faixa de abertura, "Venice" prova que a banda tinha muita competência e domínio de seus instrumentos. "Breakthrough" e "Changing Scene" são duas peças mid-tempo. "Andy" e "Crowded" são muito boas, sendo esta última a trilha mais longa (com mais de 12 minutos). "Encore" é redundante, já que foi um dos temas de "Breakthrough", e tem apenas 33 segundos de duração. A Musea Records, da França reeditou esta jóia em CD no ano de 1994, (mas com nova artwork, porque a banda, aparentemente, não estava presente para supervisionar a edição quando a mesma saiu, talvez por acreditarem que eles que um relançamento nunca aconteceria). A reedição vem com um faixa bônus, "Treibsand". Esta peça veio originalmente de um álbum de compilação realizado em 1981, com várias bandas de Dorsten, Alemanha. E é uma canção do mesmo ano que nunca entrou no disco "Here It Is" (devido ao limite de tempo utilizado no antigo LP). 

Os solos levam linhas melódicas dentro deles, criando um álbum extremamente memorável. Às vezes lembram o lado instrumental do conterrâneo EPIDAURUS. "Here It Is" é um exemplo impressionante de uma banda, contra todas as probabilidades, que foram capazes de criar um álbum de rock progressivo superior que tem resistido ao teste do tempo.  


Tracks:
1. Venice (4:31)
2. Breakthrough (6:04)
3. Changing Scene (9:17)
4. Andy (6:10)
5. Crowed (12:42)
6. Encore (0:33)
Bonus Track:
7. Treibsand (5:50)
Total Time: 45:06

Musicians:
- Jochen Kirsten / keyboards
- Guido Harding / keyboards
- Detlef Deeken / guitars
- Ludger Samson / bass
- Martin Breuer / drums

Format: flac (tracks + cue) = 307 mb = Yandex / pass = makina
Format: mp3 (320 kbps) = 108 mb = Yandex / pass = makina

Pesquisar este blog

WORLD